19/08/2007

Teorias da conspiração?

Ou ameaças reais?

-Toda esta história me parece muito complexa, diria mesmo muito rebuscada, ameaçar em última análise Luis Filipe Meneses, através dos filhos de Helena Lopes da Costa, faz-me lembrar alguém que estando em Lisboa, querendo ir ao Porto, dá a volta à Europa acabando por chegar a partir de Vigo. Não afirmo que a notícia seja falsa, mas espero que as autoridades policiais portuguesas a investiguem com brevidade, em primeiro lugar, porque felizmente em Portugal não são comuns casos de ameaças motivados por acções políticas, em segundo para que não se faça da simples eleição dum lider partidário, acto normal em democracia, um caso de polícia, dispensável ao próprio partido, independentemente de quem venha a ser o próximo líder. Por se tratar dum caso de polícia, dispenso-me a outros comentários, esperando apenas que as autoridades policiais façam o seu trabalho.

1 comentário:

fatboy disse...

Todos os dias são registadas centenas de queixas por ameaças.
Nunca se viu a PJ a actuar em tal tipo de crime, até porque não enquadra os crimes da sua competência.
Será só pelo facto de a queixosa ser deputada?
Então e o cidadão comum?
Em muitos casos a policia só interfere quando as ameaças passam a actos.
Não está em causa a pessoa referenciada na noticia.
É o contexto geral.