04/04/2008

Opções de desenvolvimento

J.N. - Obras da nova ponte arrancam em 2009

-O governo avança para a construção do novo aeroporto de Lisboa, sem estarem a meu ver, esgotadas todas as possibilidades de manutenção do actual, talvez aliviado do tráfego das low-coast, através da opção Portela + 1. Não seria necessário investir na construção duma infra-estrutura gigantesca, nem construir para já a 3ª travessia Chelas-Barreiro, já que a pte Vasco da Gama está manifestamente longe de ver a sua capacidade esgotada, sendo preferivel na margem sul, apostar no fecho da circular rodoviária, em termos de travessia, resolver duma vez o problema dos acessos a partir do concelho de Almada, construindo o túnel Algés-Trafaria, o qual poderia desviar grande parte do tráfego automóvel da cidade de Lisboa, em lugar de colocar mais umas dezenas de milhar por dia, como irá inevitavelmente ocorrer. Mas o túnel tem um problema, ficaria submerso, grande parte do país não poderia contemplar a obra do governo, o qual mantém fidelidade á preferência lusa, por elefantes e mamarrachos. As novas gerações pagarão a factura, sem que o país vá ganhar algo em desenvolvimento, apenas a despesa pública terá crescimento garantido, bem como as construtoras.

2 comentários:

Tiago R. Cardoso disse...

O país não vai ganhar, mas tem por ai muito boa gente que via ganhar e muito com este monte de betão e aço.

zedeportugal disse...

Oh, meu amigo!!!
Então e como é que os pê ésses pagavam os favorzinhos feitos aos correligionários? Leia aqui:

http://blasfemias.net/2008/04/04/noticias-nao-relacionadas/

Está a ver, não é verdade? Não há almoços de borla... Nem sequer lanches. Eh,eh,eh.