19/12/2007

Inaugurado túnel com 10 anos de atraso

DN-Obras meteram água e buracos

-A construção do túnel subterraneo que liga o Terreiro do Paço a Santa Apolónia, é um bom exemplo do que pode ocorrer nas obras públicas em Portugal. E nem tão pouco é caso único, temos a CRIL ainda por concluir, quem não se lembra dos problemas na CREL ou na A2, para não falar nas derrapagens com a Expo, que foi inaugurada sem a totalidade das obras terminadas, ou as derrapagens orçamentais na construção dos estádios do Euro 2004, que apenas foram concluidos a tempo e horas por exigência da UEFA, sob pena de Portugal perder o direito á organização do evento, tendo para tal, as obras decorridas dia e noite, com recurso a muita mão de obra ilegal. Nestas obras de engenharia, mais complexas do ponto de vista técnico, em Portugal aplica-se a lei de Murphy, quando algo pode eventualmente correr mal, corre sempre mal! Convém ter memória, quando se aproxima a data de decisão do local de construção do novo aeroporto, e relembrar a complexidade do projecto Ota, com drenagem de pântanos, construção assente em estacas e terraplanagem dum monte!

3 comentários:

quintarantino disse...

Seis governos e oito ministros de Obras Públicas depois... com uma derrapagem orçamental de quanto?
E quem é responsável?

António de Almeida disse...

Quint, boa questão, a resposta não será ... um pouco de responsabilidade a todos? o pior é que a factura será paga por quem?

NuNo_R disse...

bOas...

A respponsabilidade pode somente ser apontado ao Metropolitano de Lisboa E.P..
Pois foi o seu conselho de gerência que ao fazer um acordo com a Metropaço, empresa responsável pela obra, a "ilibava" de quaisqueres "responsabilidades". O que veio a acontecer, apesar de relatório ministerial técnico que apontava a s causas para erros do Empreiteiro.
e devido a esse "acordo", as expensas foram do erário público; logo de todos nós.

Quanto à nova "empreitada", espero que nãpo sejam os mesmos técnicos eheh


abr...prof...