12/12/2007

Seja coerente, sr ministro Correia de Campos

Estiveram presentes, na assinatura do protocolo, o Ministro da Economia e Inovação, Manuel Pinho, o Ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Mariano Gago, e o Ministro da Saúde, Correia de Campos.
-Ao bom estilo do actual governo, em Janeiro de 2006 com pompa e circunstância, o governo fez deslocar 3 ministros para assinar um protocolo com a empresa farmacêutica Medinfar, o qual previa a instalação em Condeixa-a-Nova duma unidade de produção de vacinas gripais destinadas ao combate ao H5N1 (gripe das aves). A instalação desta unidade, considerada á época estrategicamente importante, pela sua componente biotecnológica, fez deslocar á assinatura, inclusivé o ministro Mariano Gago, pois a mesma não era um sucesso apenas no plano económico e da saúde, mas também representava mais um passo no desenvolvimento do plano tecnológico. Face á não concretização deste investimento, mais um em que o governo vai em digressão, desloca comitiva, para daí resultar nada, podemos considerá-lo mais um fiasco governamental. Embora Correia de Campos tenha hoje afirmado, ter-se tratado duma mera decisão empresarial, não instalar uma unidade por questões de mercado, na altura de assinar protocolos, os nossos ministros não pensam exactamente igual, transformando uma normal e simples expansão empresarial num circo mediático, ávidos que estão por aparecer na foto e cortar a fita.

5 comentários:

quintarantino disse...

Seja quê?
O homem que nos trata da Saúde?

Tiago R Cardoso disse...

A propaganda é uma coisa muito boa, faz-se a festa, umas fotos, muitos sorrisos e no final tudo não passa de fumo.

Quando as coisas correm mal trata-se logo de assobiar para o lado.

Blondewithaphd disse...

Sorry, but besides the Health Minister I also have a chip on my shoulder against the one on Innovation and Higher Education (ugh!).

JOY disse...

Amigo António,

Muito gostam eles de aparecer ,é a hipócrizia do costume.

JOY

Atreides disse...

Se para qualquer inauguração de quiosque todo o elenco governativo se desloca, porque não a este mega-evento?
A única coisa que podemos esperar de Correia de Campos é que toda a decisão que beneficie o cidadão terá uma decisão inversa (não necessáriamente proporcional).

cumprimentos e visite
http://www.porreiropa.blogspot.com