23/03/2008

Tropa de Elite, ou a violência urbana



-Li na Revista Atlântico deste mês, um artigo de Pedro Sette Câmara, sobre o escândalo que provocou em alguma sociedade brasileira, o facto do BOPE ter passado a ser aplaudido nas ruas, quando no filme de José Padilha, este batalhão tortura e mata. Será bom pensar que a realidade do Brasil, não está tão longe de nós, quanto muitos imaginam, e nos querem fazer crer. Até aceito que as estatisticas apontem no sentido da diminuição da criminalidade em Portugal, mas a que existe, está cada vez mais organizada, atingindo niveis de violência até aqui ignorados na sociedade portuguesa, com fenómenos de carjacking e assaltos á mão armada em plena luz do dia, como na passada semana foi verificado por algumas pastelarias na zona do Cacém. Este sábado é o Expresso, que apresenta uma reportagem com pessoas da linha de Sintra, que saiem armadas ás ruas. O que alguma esquerda teima em não perceber, é que ser bandido é também uma questão de escolha, muitas pessoas em bairros menos favorecidos optam por trabalhar, ganhando a vida honestamente, não raramente sendo as primeiras vítimas de escumalha sem escrúpulos, que não gostando de trabalhar, organiza-se em gangs, parasitando qual abutres, o resultado do esforço e trabalho alheio, pelo que face á ineficácia do nosso sistema policial e principalmente judicial, por enquanto apenas levou a que alguns cidadãos optem por andarem armados, caso não exista vontade política de combater o crime, chegar a uma realidade identica á do Brasil, será uma questão de tempo. Por lá, como demonstram as reacções ao filme "Tropa de Elite", a sociedade aplaude a repressão policial, porque os cidadãos, fartos de serem vítimas, gritam BASTA!

1 comentário:

NuNo_R disse...

Já vi este filme 3 vezes!!!
É muito bom e espelha o que se passa na sociedade brasileira, muita miséria e corrupção à mistura.


abr...prof...