18/10/2007

Pedro Santana Lopes lider parlamentar do PSD

-Pedro Santana Lopes será hoje eleito lider parlamentar da bancada social-democrata na A.R. O tema tem gerado alguma controvérsia, uns por questionarem o caracter de P.S.L., sede de protagonismo, etc. Já ouvi inclusivé o argumento de ficar o PSD refém das comparações que o PS aproveitará para fazer com o governo liderado por Santana Lopes. Este então é um argumento de todo absurdo, que o PSD e a sua bancada rebatem num ápice, o governo PSD/CDS-PP, antes e com Santana Lopes, já foi julgado nas urnas, tendo os portugueses optado por atribuirem ao PS uma maioria absoluta, José Sócrates vai a caminho dos 3 anos enquanto primeiro-ministro, poderá culpar Santana dos seus erros? O anterior governo viveu de facto alguns episódios lamentáveis, mas que dizer de Mário Lino, Correia de Campos, Manuel Pinho, Maria de Lurdes Rodrigues, Isabel Pires de Lima ou Vieira da Silva? É que alguns destes srs têm enriquecido e muito o anedotário nacional, tantos são os disparates com que se pode classificar a sua acção, nalguns casos será mais correcto afirmar a falta dela. Para não dizer que desde 1995 que Portugal vive num consulado cor de rosa, com um breve interregno 2002-2004, que moral têm os socialistas para culpar outros pelos seus erros? E foram muitos! Desde 1995 a caminharem para o pântano, onde chegaram em 2001, e mais recentemente, já na era Sócrates, a economia que não arranca, o défice analisado á là carte, para o governo PSD/CDS-PP o banco de Portugal utilizou um critério, para a era Socrática outro, os amigos servem para as ocasiões, e o PS não se pode queixar do amigo Constâncio. Não quero advogar a defesa de P.S.L., em rigor não sei qual será o seu desempenho nas novas funções, pouco me importa se terá maior ou menor protagonismo que Menezes, mas espero que exija responsabilidades ao PS, que já vai sendo tempo de deixarem de culpar os outros, pelos indisfarçaveis maus resultados obtidos na governação do país. O actual governo está cada vez mais a vitimizar-se, desde governos anteriores, a sindicatos ou protestos, tudo serve para lançarem cortinas de fumo na opinião pública, encobrindo a sua manifesta incapacidade em levar o país a bom porto.

3 comentários:

azurara disse...

"... mas que dizer de Mário Lino, Correia de Campos, Manuel Pinho, Maria de Lurdes Rodrigues, Isabel Pires de Lima ou Vieira da Silva?"

Pois...
Vamos lá ver se o PSL coloca a pressão onde doi!

JOY disse...

Olá António,

Penso que PSL vai ser uma mais valia no aspecto que Socrates passa a ter uma oposição á altura ( não tem nada a ver com a altura do Marques Mendes ),vamos ter concerteza debates bem mais animados no parlamento e penso que Socrates tão depressa não volta a entrar na assembleia da républica com a certeza do debate ganho.Por outro lado vai ser curioso ver como o PSD vai viver com uma direccção bicéfala.

Um Abraço
Obrigado pela paciência de ontem

JOY

SILÊNCIO CULPADO disse...

Também não vejo porque razão ele não devesse ser líder parlamentar. Marques Mendes fartava-se de apanhar do Sócrates porque nunca estava em condições de aguentar um debate parlamentar de peso. Espero que as coisas melhorem.
Agradeço a solidariedade no levanta-te contar a pobrezae, nesse sentido,
quero informar que Alda Inácio do blogue Crítica & Denúncia, do Brasil, nos propôs,em resultado da "concentração" de ontem no Notas Soltas, criar um blogue universal com um banner para os nossos blogues. Estou em contacto com ela para ver como nos articulamos. Conto contigo para este passo que penso ser de alguma importância e que poderá ser o início de outros que podemos dar. Todas as colaborações são poucas e indispensáveis por isso, se puderes, colabora com as tuas sugestões e ofertas de disponibilidade. É preferível fazermos pouco a nada e, pior ainda, ficarmos parados.Recebem-se sugestões em Silêncio Culpado.
Um abraço