11/02/2008

Avanço civilizacional


(imagens capazes de ferir susceptibilidades, não aconselhaveis a menores ou pessoas impressionáveis)

-Há um ano realizou-se um referendo em Portugal, com o objectivo de modernizar as leis do país, permitir o avanço da civilização, combater negócios clandestinos que se aproveitam de mulheres fragilizadas. Disseram-nos que era uma questão de consciência. A minha consciência leva-me a repudiar práticas, que poderão já não ser criminosas, nem quero discutir as leis, não por qualquer questão de fé ou moralidade, mas pelos valores de liberdade em que acredito, a liberdade é um direito que alguns seres Humanos por terem apenas escassas semanas de vida já não possuem. A sociedade pode ter os valores que bem entender, mas eu ainda me sinto no direito de pensar diferente, de pensar que os cerca de 6 mil fetos removidos do útero materno desde a entrada em vigor da nova lei, poderiam ter tido um destino diferente, poderiam ter-se tornado seres Humanos, e vivido a sua vida.Tal como eu, tal como o leitor!

4 comentários:

São disse...

Coíbo-me de julgar as mulheres que abortaram, até pela simples razão de nunca se falar dos homens que as engravidaram.
Boa semana.

joshua disse...

António, niguém quer julgar ninguém e a São bem pode mistificar a grande questão como quiser.

O certo é que, para mim, a Crueldade e o Facilitismo tornaram-se Lei e tornou-se preferível eliminar Gente, Gente com todo o potencial de ser Gente em Maior Volume porque é fácil eliminá-la quando tem Menor Volume.

Mas o Crime é Pavoroso. A Maldade estautída é Maldade e nada do que nesse sentido se faça deixará de ter graves consequências para todos.

Abre-se um precedentezinho, e o rasgão não acabará mais de rasgar.

VIVA A VIDA!
VIVA A DIGNIDADE DO SER HUMANO EM QUALQUER MOMENTO!

PALAVROSSAVRVS REX

JOY disse...

Boas António,

São estou 100% de acordo contigo !

Para mim não há uma única maneira de olhar para o Aborto ,todas as opiniões são questionáveis e cada pessoa pode ter a sua opinião ,mas não faz dela a dona da razão e a possuidora da verdade absoluta. Cada caso é um caso e se em muitos casos o aborto não se justifica noutros acho preferivel.

Um abraço
Joy

zedeportugal disse...

"8. mas os covardes, os infiéis, os depravados, os assassinos, os impúdicos, os feiticeiros, os idólatras e todos os mentirosos terão como herança o lago ardente de fogo e enxofre, o qual é a segunda morte." (Apocalipse 21)

Continuo a preferir o nome deste livro em inglês: Revelation.