03/01/2008

Liberdade individual em risco

-Entrou dia 1 em vigor a nova lei do tabaco, pelo que será ainda prematuro realizar qualquer balanço, sendo mais pertinente ainda levantar algumas questões, para debate e reflexão das mesmas. Vai ser interessante analisar a facturação dos bares e discotecas, onde cigarros e álcool andam de braço dado, já que estes estabelecimentos não sobrevivem com pistas de dança cheias, uma clientela livre de fumo, sem beber, será mesmo previsível que os donos optem pela única resposta possível, a cobrança de bilhete de entrada, já que os mesmos não são serviço público. Outros que poderão ver o seu normal funcionamento afectado, serão os tradicionais cafés, lugar de convívio entre vizinhos ou amigos, que serão obrigados a mudar de hábitos, e deixar de fumar poderá não ser a opção mais fácil. Já quanto a restaurantes tudo será diferente consoante o tipo de estabelecimento, enquanto para uns a lei não representará grande problema, nomeadamente os de funcionamento rápido, já aqueles de maior qualidade, vocacionados para a permanência do cliente saboreando o prazer duma boa refeição, poderão vir a ter dores de cabeça, sobretudo por funcionarem com menos clientes e preços mais elevados. Pastelarias e snacks vocacionados para lanches e pequenos almoços, com maior ou menor resistência inicial, face á natureza rápida dos serviços prestados, não deverão vir a ser muito afectados, face ao curto tempo de permanência da esmagadora maioria dos clientes no interior destes estabelecimentos. Centros comerciais também não deverão ser grandemente afectados, por rapidamente poderem instalar áreas para fumadores, caso o pretendam, o que farão rapidamente se detectarem uma menor afluência de consumidores. Pelas razões que aqui expus, estou convencido, que se poderia ter criado uma legislação mais equilibrada, caso tivesse existido vontade política, algo que manifestamente não existiu, como alguns defensores da proibição, nem disfarçam, valendo-se da maioria da população portuguesa ser não fumadora, para imporem aos outros, aquilo que são os seus valores de comportamento. O tabaco causa danos á saúde, é um facto, mas existem outros comportamentos de risco, ganha esta batalha, ninguém se admire, se estes fundamentalistas do comportamento, nos vierem a proibir o consumo de gorduras, álcool e tudo o que venham a considerar menos apropriado.

7 comentários:

Lylilyn@ disse...

Moro na França, meu marido é obrigado a colocar roupa de frio, pra sair la fora pra fumar a cada 1hora ou menos dependendo...acho isso um saco! Fuma quem quer! Penso que estao radicalizando esta lei...mas paciência...

quintarantino disse...

Ex-fumador... mas concordo! Passo a passo, quando se der por ela...

Tiago R Cardoso disse...

no entanto dado o civismo que temos por parte dos portugueses, que fazem questão, alguns, de fumar enquanto o vizinho da mesa do lado almoça, teve de se ir pelo caminho mais difícil...

Blondewithaphd disse...

Gonna do what? In democracy the majority rules!
I think this is a persecutory legislation, a violation of individual liberties, but I can't say I'm against it. And, in my mind, there should also be legislation against saturated-fat food, which causes more health problems than tobacco itself (it's the radical in me speaking, sorry).

JOY disse...

Boas António ,

Não quero ser fundamentalista em relação ao pessoal que fuma mas tenho que o homem por natureza é um animal de hábitos perde uns ganha outros,penso que estás a ser um pouco catastrofista em relação ás discotecas e restaurantes ,a malta habitua-se, conheces alguém que tenha deixado de viajar porque não pode fumar a bordo de um avião ás vezes durante 9 ou 10 horas de viagem ? eu não ! De qualquer maneira concordo contigo que se poderia ter discutido melhor esta lei.

Um abraço
JOY

SILÊNCIO CULPADO disse...

Não gosto que me apontem a faca ao peito mas, como diz o Joy, estou convicta que o grande impacto é agora de início e depois as pessoas habituam-se com sérios ganhos para a saúde e para as carteiras.

NuNo_R disse...

Boas...

Tenho tido algum "prazer" em acompanhar as postagens do António acerca desta temática, pois o meu Amigo tem feito umas análises bastante coerentes e correctas sobre o assunto. Afirmando eu que neste blog se tem abordado o assunto de forma bastante séria e equilibrada.
Muitos Parabéns!!!

abr...prof...