21/01/2008

Défice recua 26,7% segundo o governo

Défice orçamental diminui 26,6% em 2007 - Diario Economico.com

-O ministério das finanças, congratula-se pelo facto de ter obtido uma redução do défice orçamental, situando-se o mesmo, na ordem dos 2,5%. Claro que á boa maneira socialista, tornou a aumentar a despesa total do estado, revelando a ineficiência do mesmo, apesar de todos os encerramentos na área da saúde, e outros cortes orçamentais. O resultado foi obtido á custa do aumento das receitas, leia-se dos nossos impostos, através de cortes e reduções nas isenções e benefícios fiscais, aumento de funcionários abaixo da inflação e ajustes nos escalões de impostos. Também algumas habilidades de tesouraria, permitiram a contabilização de receitas extraordinárias, algo a que o PS enquanto oposição, prometeu não recorrer, mas em matéria de credibilidade quanto a promessas eleitorais, estamos conversados. Dado existirem cada vez menos possibilidades de recorrer a receitas extraordinárias, face á falhada reforma da administração, e crescente aumento da despesa pública, gostaria de perceber quando pensa o PS aliviar a carga fiscal que asfixia o contribuinte português, nomeadamente a classe média, provando a baixa do consumo e dificuldades no investimento.

5 comentários:

walter disse...

Põe sebo nessas canelas e vem assistir ao espectáculo gratuito no Cadeirão da Malta. Outro peixe mordeu o anzol. E as palavras serão balas nas cenas dos próximos capítulos.

Tiago R. Cardoso disse...

De facto sabem fazer contas, alguns malabarismos, ver as coisas na perspectiva que melhor lhes parece, para tentar vender o produto da melhor forma.

São disse...

Mas ainda existe realmente classe média?
Cada vez mais nos estamos aproximando do Brasil: uns ruissimos, outros paupérrimos.
Bom dia.

São disse...

ERRATA:
RIQUÍSSIMOS.
Peço desculpa.

quintarantino disse...

Fala Teixeira dos Santos respondendo à sua questão da baixa dos impostos: UM DESTES DIAS, UM DESTE DIAS!!!