15/01/2008

Quero lá saber da ASAE



-Recentemente fui passar um fim de semana no Alentejo, região pela qual tenho apreço por vários motivos, entre os quais a sua gastronomia. Tentando adquirir uma perdizes de caça, e uns queijos artesanais, logo fui confrontado com a sua falta, nos pontos de venda habituais. A ASAE, sempre a ASAE e a sua estúpida regulamentação querendo obrigar-nos a prescindir dos nossos hábitos e prazeres, conduzindo-nos em direcção aos fast-food, como se fossemos um rebanho. Claro que mandei a ASAE ás malvas, e adquiri os produtos a particulares, ao abrigo da economia paralela, toma lá dá cá, livres da ASAE, e de impostos. Ah, já me esquecia, também comprei uns enchidos maravilhosos, e voltarei lá em breve para trazer mais assim que tiver tempo!

5 comentários:

JOY disse...

Antonio,

Espero que não te esqueças dos amigos , e que organizes uma patuscada para a malta provar as perdizes e os enchidos .(lol)

Um abração amigo
JOY

António Ventura disse...

Já agora recomendo-lhe os chouriços (com e sem pimentão), as caholeiras, os paios guitados e os paios brancos (de porco normal, mas criado no campo e sem rações ou, então, de porco preto) na Salsicharia Alpalhoense, em Alpalhão, mesmo à saída para Castelo de Vide.
Penso que está segundo as regras (pelo menos a viúva proprietária empenhou-se até à raíz dos cabelos no investimento para vitar o encerramento das antigas instalações).
Saudações cordiais.
PS: infelizmente também tenho que pagar o que lá compro; não sou sócio...

SILÊNCIO CULPADO disse...

Assim mesmo é que é! EStá a fazer-me inveja eu que não sou invejosa.
Um abraço (vou assinar a petição)

NuNo_R disse...

Já estou como o "joy",
Quando é a patuscada eheh...


abr...prof...

Anónimo disse...

O país está fechar de norte a sul,aqui no conselho de de vila f. xira são ás dezenas as casas já encerradas.